Notícia

Você pode conhecer o cliente melhor

Saber usar ferramentas para captar os dados do consumidor, e trabalhar com esse perfil, ajuda a alavancar as vendas no mercado imobiliário

Para prestar um melhor serviço e finalizar uma compra, é cada vez mais necessário conhecer o cliente. A boa notícia é que isso é possível apenas com alguns cliques.

Com 20 anos de experiência no ramo, o consultor imobiliário João Ricardo Alves Campos, proprietário da Kacá Imóveis, passou a fazer uso de ferramentas tecnológicas que o auxiliam a captar dados dos clientes e convergir informações que levam a uma economia de tempo e um melhor resultado. “Minhas vendas aumentaram 80% a partir da análise de perfil do consumidor, e isso mesmo em tempo de crise financeira”, comenta.

O profissional destaca que informações básicas, como estado civil, idade e sexo já não são mais suficientes para traçar um perfil mais específico, e a busca por mais informações sobre o cliente são necessárias.

“Antes de vender, o corretor também tem como função orientar o cliente a encontrar o melhor imóvel, que atenda às suas expectativas. Antes, levávamos o comprador em duas, três visitas de imóveis, para só aí conseguir ter um norte do que ele queria. Agora, de posse desses dados, em dez minutos a gente encontra o imóvel perfeito”, afirma Kacá.

No alvo

Segundo o supervisor de E-commerce Fernando Chiabai, várias ferramentas estão a disposição para construir relações com potenciais compradores. “Existem recursos na web que permitem cruzar dados das páginas mais acessadas pelo cliente em potencial, ajudando a estipular qual é o objetivo desse comprador”.

Para Chiabai, traçar um perfil segmentado aumenta o nível de assertividade. Por isso, investir em tecnologia agora converte em uma economia futura. “Conhecer e, principalmente, entender o consumidor é uma forma também de economia de recursos financeiros. Você dispensa a perda de tempo com propostas que não se destinam a aquele perfil.”

Individualidades

Casados, solteiros, famílias, profissional liberal ou servidor público. Saber distinguir o perfil de cada um comprador é fundamental para direcionar melhor as ofertas, como explica Sandro Udson Carlesso, presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES).

“Recém-casados tendem a buscar imóveis menores e mais próximos do trabalho. Já famílias buscam áreas de lazer maiores, perto de escolas e rede comercial. Não adianta oferecer um imóvel que não se adequa àquele perfil. Acaba sendo perda de tempo para o comprador e para o corretor”, aponta Sandro, que adianta ainda a separação entre cliente investidor e futuro morador.

“Um cliente que pretende investir no mercado imobiliário, para vender ou alugar o imóvel posteriormente, busca imóveis em áreas em expansão, com desenvolvimento futuro. Já quem busca uma moradia espera uma oferta em regiões estruturadas. Cabe ao vendedor delimitar esses perfis”, pondera o presidente da Ademi.