Notícia

Após golaço, Anderson quer buscar regularidade na meiuca do Brancão

Meia marcou primeiro gol da vitória de 2 a 1 do Rio Branco em cima do Real Noroeste, na última quarta-feira

Considerado por muitos com um dos atletas de maior qualidade técnica do Rio Branco, o meia Anderson, no entanto, tem convivido com algumas oscilações durante os jogos do alvinegro. No clássico contra a Desportiva, ele perdeu duas boas chances de marcar. Mas na partida passada, contra o Real Noroeste, na última quarta-feira, foi dos pés dele o chute que abriu o placar para o elenco capa-preta, que resultou ao fim do apito na primeira vitória do time no Capixabão, com um 2 a 1 trazido lá de Águia Branca.

Meia Anderson do Rio Branco
Meia Anderson do Rio Branco
Foto: Carlos Alberto Silva

Em 2016, o jogador fez quatro gols pelo clube. Neste ano, ele balançou as redes em um momento mais que oportuno, quando o time vinha sob pressão e precisava vencer para se manter vivo e continuar sonhando com a classificação para a próxima fase.

“É difícil conseguir manter a regularidade sempre. No clássico eu desperdicei duas finalizações, mas não faltou entrega. Se eu estou cansado, eu vou até meu limite, tem dias que realmente a bola não entra. O gol diante do Real veio em uma hora importante para nosso time poder dar uma respirada, estávamos pressionados, tinha questão de arbitragem, dos erros...Agora acredito que vamos conseguir dar sequência".

Neste domingo, o elenco enfrenta o Tocantins, em partida de volta da Copa Verde. No jogo fora o Brancão venceu por 2 a 0, e pode até perder por um gol de diferença que avança para a próxima fase.

"Estamos enfrentando uma maratona de jogos, com viagens, e isso desgasta muito. Como não tem jogo fácil, a gente acaba se doando muito dentro de campo. Por isso, descansar e se poupar nos momentos em que não estamos atuando ou treinando é fundamental para nossa recuperação. Porque quando a bola rola a sabemos que não podemos nos poupar.